14 de setembro de 2009

Tempo mestre de todas horas e dias...

A gente estava numa fase boa.. os últimos meses estavam sendo de intensidade, descoberta... sentia que nós estavámos mais intimos depois de mais de 4 anos de namoro. Mas eu estava intrigada com o medo dele de deixar o celular perto de mim. Algumas mudanças de comportamento com o aparelho me fez ficar antenada e na hora certa eu ia descobrir o que estava acontecendo.

Aquela noite eu passei em claro, chorando..sentia que ia acabar. Não sabia como mas tinha certeza que aquele domingo seria o último.

O domingo amanhaceu e eu fui pra casa dele onde rolaria um churrasco. Reparei que o celular não estava em seu bolso e nem nos lugares da sala que costumava ficar. Estava escondido em algum lugar que eu não pudesse ver.

Num certo momento eu fiquei sozinha dentro do carro dele e vi que o aparelho estava no console do carro. Não tive dúvidas, peguei e pra minha surpresa ele estava bloqueado com senha.

Na segunda tentativa eu consegui liberar as funções e ver as ligações de madrugada e as mensagens comprometedoras e claras de que ele tinha se deitado com outra e que tinha a intenção de levar aquilo adiante.

Meu mundo desabou e o chão abriu-se num burraco enorme e escuro de onde eu tinha certeza que nunca mais iria conseguir sair.

Cada parte do meu corpo tremia, minha vista estava embaçada.. eu nem sabia o que fazer. Subi atrás dele e pedi explicações, mas no mesmo momento vi que ele se faria de dissimulado e mentiria tentando se salvar.. e então desisti das explicações. Virei as costas e fui pra casa na promessa de nunca mais olhar pra trás.

Foram quase cinco anos de relacionamento..indas e vindas, e eu sempre acreditando que um dia ele seria um namorado melhor. Desta vez eu não acreditava mais nisso mas mesmo assim mantive contato e até tentei reatar mas só me machucava mais e mais. Não conseguia entender por que eu não era capaz de me desligar dele. Por que eu não o esquecia de uma vez.

Quando fiquei um mês no exterior ouvi a promessa de que quando eu voltasse encontraria uma pessoa mudada. E quando eu voltei encontrei alguém apaixonado por outra e fazendo questão de mostrar pra todo mundo. (???)

Este fato junto com todas as minhas reflexões recém concluídas fez eu decidir que deveria me afastar. Serio o melhor pra mim, por mais dolorido que fosse. Eu tinha que me respeitar.

O tempo passou e eu ficava melhor e "curada" a cada dia. Já não acordava e nem dormia pensando nele... estava desencando de vez.

Hoje faz um ano que tudo aconteceu, que eu entrei numa escuridão achando que não sairia ilesa, mas que O tempo me provou que ele é mestre... que só ele cura as feridas e faz com que a gente supere os acontecimentos.. sendo capazes de amar outra vez.


Foi, passou, doeu e não dói mais
Meu coração está em paz
tá livre, tá desimpedido
Foi, agora tudo tá normal
A vida é festa é carnaval
E o mundo é mais colorido
Vou me entregar nos braços de quem quiser me levar
Comemorar com meus amigos vou aproveitar
Curtir a vida e os momentos que deixei passar
tô de peito aberto pra quem quer me amar

O que sofri e chorei passou já era
Meu amor seu amor virou novela
Brincou de amar me perdeu, agora eu sou mais eu
tô de peito aberto pra quem quer me amar



É claro que não me arrependo de nada, fiz tudo o que pude e não me culpo pelo que aconteceu. E também não vou esquecer o que passou.. tudo está arquivado na pasta Lembranças.


Levo comigo as lições aprendidas e não guardo raiva, nem mágoas. Sigo em frente sem medo de ser feliz.


Só escrevi pra dividir um pouco da minha história com vocês e pra provar que tudo na vida vale a pena, mesmo que machuque nós temos que absorver coisas boas sempreee...


Ótima semana!


bjo.tchau

3 comentários:

CARLA ROCHA disse...

O importante é que você amou e como dizia Vinicius: "Que seja infinito enquanto dure!"
O mundo é vasto, a vida é linda, e o mais importante você já percebeu: NÃO SE ESQUEÇA NUNCA DE CUIDAR DE VOCÊ! Beijo grande, semana iluminada, continue em frente!

Uma Mulher de Fases disse...

Fê, eu acompanhei parte disso, e lembro que quando podia aconselhar dizia que você deveria dar quantas chances seu coração permitisse sem que você saísse machucada, pois a partir do momento que te machuca, não vale a pena!
Eu conheci uma menina, hoje sei que minha amiga já é um mulherão, cheia de sonhos, desejos e que no que depender de mim, realizará todos e do seu palco, você vai olhar, e eu vou estar ali, na primeira fila, morrendo de tendinite de tanto aplaudir! (Eu tava quase chorando, então tive que acabar com uma piada! )

Beijos, te amo!

Luciana disse...

Quando a minha hora vai chegar?Quando o Sr.Tempo vai curar minhas feridas?
Sabe,eu tenho medo.Medo de querer isso mesmo,pq agora não é isso que eu quero.
Na verdade nem sei,ou sei?Ah,eu quero tanto,quero tanto ser feliz!
Linda teu post.
Feliz pq teu tempo de cura chegou,pq vc superou.
Parabéns